Blog Abismo Anhumas

Bonito e o poder terapêutico de suas águas

Bonito e o poder terapêutico de suas águas

25.04.2019.

Recebemos há uns meses um pedido diferente: colher as águas do Abismo Anhumas, em Bonito, Mato Grosso do Sul, para transformá-la em uma essência terapêutica. A ação partiu da terapeuta de técnicas Integrativas Andrea Pache, que trabalha com terapia florais e técnicas ancestrais de cura há 20 anos. É também fotógrafa pela Escola Panamericana de Arte de São Paulo e pesquisadora autônoma das essências de campo de consciência da água.

Ela conta, por exemplo, que suas primeiras impressões das águas coletadas no Abismo Anhumas foram que elas têm uma “personalidade marcante”. “Com certeza estas águas poderão trabalhar transtornos de ansiedade, medos profundos e inconscientes de toda sorte e Síndrome do Pânico”, disse.

Pela complexidade e curiosidade do assunto, achamos interessante fazer uma entrevista com a Andrea e trazer aqui para vocês. Confira a seguir.

 

Qual é o termo correto para o seu campo de atuação?

A nomenclatura é “práticas integrativas”. Em outras palavras, é um conjunto de práticas a cuidar do ser humano de uma maneira integral, cuidando das funções biológicas, psicológicas, sociais e até espirituais. Esse conceito são “essências de campo de consciência”, que são as essências que eu coleto, e elas estão dentro dessas práticas integrativas. E agora a gente já está falando de uma “medicina do estilo de vida”. Tudo isso pra integrar e complementar também na medicina tradicional.

 

E de onde surgiram essas práticas?

A terapia floral se baseia no conceito de essências de campo de consciência, que é o mesmo conceito das essências da Acquaa [empresa da Andrea], que são essências de campo de consciência. Então, o que vem a ser essência de campo de consciência? Nós já sabemos desde 1930, mais ou menos, Dr. Edward Bach entendeu uma técnica – que foi a técnica com as quais ele criou os Florais de Bach – que a água retinha memória das flores. Dentro dessas 38 essências que ele criou com flores e águas, ele coletou uma essência que ele deu o nome de Rock Water, que foi uma essência coletada de uma água que vinha das pedras, que vinham de uma caverna, de umas pedras.

A partir desse momento pra cá, a terapia floral foi evoluindo, evoluindo. No Brasil, nós temos hoje outros sistemas que criaram outras essências de flores e com as quais eu vim trabalhando esse tempo todo. Mas eu sempre achei que faltava alguma coisa, eu sempre achei que talvez ali não fosse o meu lugar 100%. Então, eu me mudei a quatro anos atrás pra Serra da Mantiqueira, pra Visconde de Mauá, na divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, um lugar onde também é berço das águas. E um belo dia, morando numa casa na montanha, brotou uma nascente no meu jardim, na minha garagem. Essa nascente foi crescendo, crescendo, crescendo (eu gosto muito de contar essa história que foi a história de como nasceu a Acquaa) e um belo dia eu resolvi coletar essa água.

Pelos mesmos métodos do Dr. Bach – que é um método solar que a gente chama – eu coletei a água pura e deixei exposta ao sol ao tempo necessário. Depois fiz as diluições, pois a gente dilui muitas e muitas vezes. Assim, eu concebi a primeira essência. Não falo que eu criei, pois eu só concebi. Ela estava pronta. Essa foi a primeira essência da Acquaa, que se chama “Olho D’Agua da Gávea”.

A partir desse momento, eu comecei a experimentar essa essência e comecei a ver e a perceber a enorme capacidade de ancorar virtudes em mim, de exaltar virtudes que eu estava necessitando naquele momento pra que eu tivesse um equilíbrio. Comecei a coletar outras essências no mesmo local. A partir da 17ª essência eu já conseguia tratar todos os meus clientes somente com esse sistema.

Como foi a coleta especificamente no Abismo Anhumas, no polo turístico de Bonito?

Realmente, o Abismo é algo surreal! Fiquei muito emocionada durante a coleta, algo muito forte me tocou, foi um presente. É diferente e de uma força fantástica. Um lugar protegido mesmo pelos guardiões da natureza que fazem dos Proprietários e Zeladores do local terem tanto cuidado com o mesmo.

As primeiras impressões das águas coletadas impressionam, pois tem uma característica, eu diria personalidade marcante. Com certeza estas águas poderão trabalhar Transtornos de ansiedade, medos profundos e inconscientes de toda sorte e Síndrome do Pânico.  Sempre dizemos que os Compostos (que são criados com a misturas de várias essências/coletas) atuam ajudando nos tratamentos de qualquer desequilíbrio emocional e até físico, pois todo processo tem sua origem nas emoções.

Eu criei um Composto Novo chamado PANICUM para inserir as duas Essências coletadas lá: Abismo Anhumas e Guardião do Abismo, pois achei que seria necessário criar algo novo com elas.

A coleta próxima aos cones a 16,5 m de profundidade faz um movimento de abertura no inconsciente do indivíduo para que acesse os medos, os traumas. Ao mesmo tempo que o faz, as mesmas águas já dão suporte emocional para a pessoa conseguir lidar com esta “abertura”. Já a coleta feita próxima ao Guardião é mais forte, ela abre ainda mais profundamente o inconsciente para desbloquear estes medos e traumas. Por isso é preciso o suporte da outra coleta.

Ela atua também durante os sonhos, fazendo um trabalho de transformação com a liberação de todos estes conteúdos desconhecidos, porém presentes desdobrando em Transtornos de Ansiedades e Síndrome do Pânico, assim como elimina medos em todos os níveis. O modo de sentir e receber estas essências depende de cada um e seus devidos graus de resistência. Mas mesmo em pessoas de personalidade mais “dura”, com o tempo e quantidade certa, começam a atuar.

Estas são as primeiras impressões, com o tempo iremos observar outras, eu acredito.

 

Sobre a Acquaa Essências das Águas

É uma empresa que tem como objetivo pesquisar através de coletas de água, que são submetidas à diluições e dinamizações específicas se tornando Essências, que levam o nome do local de sua coleta, assim como levam as “informações do propósito das águas” nos diferentes lugares no Brasil, suas fronteiras e posteriormente no mundo.

Nas suas pesquisas autônomas, Andrea Pache, pode observar que além de reter memória e consciência, as águas trazem si uma “Intenção Própria”, desde as suas nascentes e apresentam-se em diversas ”Virtudes”, que não só as retém como são fontes das mesmas e de “Intenções” que nascem da Terra com elas e que se ingeridas irão tratar as emoções e memórias de crenças nas pessoas, animais e plantas.

Já foram coletadas águas em Bonito, Jardim, Bodoquena, Parque Nacional da Serra da Bodoquena, Cataratas do Iguaçu, Território Binacional de Itaipu, Região das Três Fronteiras (Brasil, Paraguai e Argentina), Chapada dos Veadeiros (GO), Chapada dos Guimarães e Nobres (MT), Campo Grande (MS), Região de Visconde de Mauá (Serra da Mantiqueira), Parque Nacional do Itatiaia (RJ). Também em nascentes no Pico das Agulhas Negras, nascente de rios importantes na Serra da Mantiqueira, em Ilha Bela (SP), águas do Oceano Atlântico, Havaí (EUA), águas do Oceano Pacífico, e nas Ilhas da Reunião, águas do Oceano Índico.

Atualmente, Andrea mora em Bonito por conta da importância das águas locais em suas pesquisas, que seguem com foco e intensidade na região.

 

 

 

Foto principal: Rico/Reprodução Viagem e Turismo;
Foto 2: Arquivo pessoal Andrea Pache.

Author:

Arquivos